CONHEÇA O SELO  |  AUTORES  |  O QUE DIZEM POR AÍ  |  AUTOPUBLICAÇÃO  |  LIVROS 

 YURY HERMUCHE  
Carol Pudenzi resenha Anti-heróis & Aspirinas
23.01.2014


"Auto-intitulado pelo próprio autor como Yury, o (anti)-herói transita entre duas sagas: uma interior, na qual busca a fuga do peso da realidade imposta – enxergada nua e cruamente em análises profundas de fragilidades e hipocrisias do status quo e do universo cotidiano – através do cinema, tantas vezes raso, mas com poder de, como o efeito temporário de uma droga (aspirina?), anestesiá-lo e transportá-lo para um lugar extra-sensorial, distante do instante real. A outra saga dá-se na realidade de seu próprio cotidiano: o desfrute hedonista que não perde vista para a iminência constante da morte; uma vida que transita entre o urbano e o louvor ao natural: a Floresta e sua indiferença fria à ordem humana, regada à lascívia e a sexo. Na tentativa de afinal distinguir a vida desejada da ordem instaurada, as sagas convergem para um ponto: qual é o desfecho possível para o limite da insanidade humana?"